Publicado em: 30/06/2020

 

A CEMIG enviou resposta ao Ofício nº 001/2020 que dispõe sobre informações a respeito do aumento nas faturas de energia elétrica da população de Inconfidentes emitido pelo Coordenador do PROCON da Câmara Municipal de Inconfidentes, Sr. Cristiano Domiciano.

O serviço do Procon foi acionado após várias pessoas procurarem a Câmara reclamando dos elevados valores das contas de energia elétrica. Diante disso, foi enviado o Ofício 001/2020 solicitando informações a respeito dos fatos.

Em resposta, a CEMIG informou que "...como forma de minimizar a velocidade de propagação da contaminação pelo vírus, durante um curto período de março, a CEMIG D adotou procedimento, de caráter preventivo, à não entrada de leituristas nas residências e imóveis comerciais para a coleta de dados de consumo. Desse modo, as faturas foram calculadas pela média e impressas nas bases operativas, nos termos regulamentares, e os leituristas estiveram nas ruas apenas para entregar as faturas, sem necessidade de contato com os clientes."

Ainda em resposta esclareceu que "não houve reajuste tarifário de energia elétrica para as faturas emitidas em abril e maio de 2020. Além do mais, todos os reajustes dependem de autorização prévia e expressa da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), nos termos do art. 3° da Lei Federal n° 9.427/1996 e do Contrato de Concessão de Energia Elétrica celebrado entre a Cemig D e o Poder Concedente."

 

De acordo com a CEMIG os clientes podem realizar reclamações pelo Aplicativo “CEMIG Atende” (Android, IOS, IPHONE), disponível nas lojas de aplicativos e pela Central de Atendimento (116).

 

Clique aqui para ler o Ofício 001/2020